Sobre a iAP - iAP

Sobre a iAP

No contexto da modernização administrativa e da desmaterialização e melhoria contínua dos processos da Administração Pública (AP) com foco no serviço prestado pela Administração Pública ao seu cliente, o Cidadão/Empresa, foi definida e implementada a Plataforma de Interoperabilidade da AP (iAP), que visa proporcionar um método fácil e integrado de disponibilização de serviços eletrónicos transversais, tornando-se uma peça fundamental no processo de modernização administrativa do Estado.

Este serviço é baseado num conceito de disponibilização de serviços partilhados entre diversas Entidades, com o intuito de simplificar a disponibilização destes serviços ao público.

A iAP disponibiliza serviços online e respectiva gestão, comunicação segura entre Sistemas de Informação, pagamentos online e serviços de envio e recepção de mensagens, entre outras funcionalidades que beneficiam vários setores económicos.

Principais Benefícios

Total independência da tecnologia utilizada – soluções baseadas em standards abertos com integrações através de WebServices, com garantias de elevada segurança e disponibilidade;

Redução de custos operacionais e de investimento – usando a lógica de serviços partilhados, os custos com aquisição de equipamentos, administração, operação e manutenção destes sistemas são largamente reduzidos;

Tempos de implementação reduzidos – ao reutilizar os WebServices disponibilizados, permite reduzir  consideravelmente os prazos para integração e implementação deste tipo de soluções;

Reutilização de serviços/dados disponibilizados por outros organismos/entidades – os organismos aderentes podem, de forma simples, consumir serviços/dados publicados por outros organismos;

Gestão integrada dos diversos serviços eletrónicos transversais – disponibilização de um único Back-Office para gestão integrada dos serviços disponibilizados e consumidos.

Princípios Orientadores da iAP

Integração de serviços – o cidadão terá uma visão integrada dos serviços disponibilizados pela Administração Pública;

Identificação simplificada – o cidadão só se identificará uma única vez perante os serviços da Administração Pública;

​​​​​Privacidade e segurança – o cidadão e a Administração Pública podem ver garantidos a sua privacidade, confidencialidade e segurança dos dados;

Assegurar a estabilidade dos atuais sistemas de informação – os Sistemas de Informação da Administração Pública continuarão a existir, sem que sejam necessárias alterações ou re-estruturações que ponham em risco o seu funcionamento e operação;

Sustentabilidade partilhada – os custos de operação e evolução da Plataforma de Interoperabilidade são partilhados pelas entidades aderentes – “preço de custo”.

Total de transações realizadas desde 2007
Não encontra o que procura? Contacte-nos

Atualizado a: 05-06-2020